25 de mai de 2013

Cada ponto na série B custa 17,5% mais caro que na C.

Tal como fiz ano passado com o balanço 2011 do Jec, este mês estou desenvolvendo uma análise detalhada do balanço patrimonial 2012 do Jec.
Ainda não está totalmente pronta, mas um dado já levantado chamou a atenção.

Foi levantada a relação DESPESAS COM FUTEBOL / PONTOS CONQUISTADOS NO ANO. Não é um índice tão concreto quanto o custo por metro quadrado de uma obra civil, ainda mais se considerada a quantidade de variáveis incontroláveis de uma partida de futebol, mas é o mais paupável índice disponível para se saber qual o retorno do investimento em campo.
E retorno de investimento é o único interesse de qualquer investidor. Neste caso, os investidores são os sócios, conselheiros e os patrocinadores.

No balancete, os gastos desportivos têm incluso os Custos com Vendas dos Produtos. Porém, para levantar estes dados tais custos foram subtraídos.

Em 2012 o Joinville ganhou 32 pontos no campeonato catarinense e 60 no brasileiro da série B. Sendo assim, as despesas com futebol por ponto conquistado em campo foi de R$ 131.464,71. Em 2011 foi de R$ 127.491,58.
Se a Copa Santa Catarina também for contabilizada, em 2012 (15 pontos)as despesas com futebol por ponto conquistado em campo foi de R$ 115.492,36. Em 2011 foi de R$ 98.306,75 e em 2010 foi de R$ 79.430,61.

Não há como realizar o cálculo com a pontuação de apenas um campeonato, mas é possível dizer que cada ponto no ano de série B (2012) custou 17,5% mais caro que no ano de série C (2011) e 45% mais caro que em ano de série D (2010).

Em suma, para ganhar o mesmo ponto em um campeonato mais forte é preciso investir mais. Óbvio! Mas você sabia o quanto a mais?


Clique no título desta postagem e deixe seu comentário no final.

E-mail do blogueiro: andrebudal@gmail.com

22 de mai de 2013

Jec é o segundo clube que mais aumentou investimento para série B 2013.

O Joinville Esporte Clube está investindo mais que a maioria para subir à série A. Comparando com os outros clubes e os investimentos do ano passado, foi o segundo clube que mais aumentou o investimento neste ano, ficando atrás apenas do Paraná Clube.

O estudo foi realizado pela Pluri Consultoria. Vale lembrar que os valores dos times citados no Estudo referem-se exclusivamente à somatória do valor de mercado dos jogadores de seus respectivos elencos profissionais. Não inclui o valor da marca, qualquer outro tipo de ativo físico tangível, intangível, ou direitos a receber de qualquer natureza.
 A Pluri utiliza 77 critérios de avaliação divididos em 18 itens para mensurar o valor de mercado de cada atleta. Os itens são os seguintes:
1) Idade;
2) Fundamentos;
3) Qualidade técnica e encantamento;
4) Capacidade de definição de jogo;
5) Aspectos táticos;
6) Força e condicionamento físico;
7) Disciplina e espírito de equipe;
8) Condição clínica;
9) Titularidade;
10) Posição em que joga;
11) Nível dos campeonatos que atua (Efeito vitrine);
12) Experiência Internacional;
13) Convocações para seleção;
14) Conquistas;
15) Capacidade de Retorno de marketing;
16) Potencial de valorização;
17) Capacidade de adaptação;
18) Demanda atual de mercado.

O trabalho encontra-se no link:

http://www.pluriconsultoria.com.br/uploads/relatorios/pluri%20vauation%20-%20Brasileiro%20serie%20b%202013%20Clubes.pdf

O Jec aumentou seus investimentos em 50% com relação ao ano passado e deixou de ser o 12º elenco mais valioso da série B e passou a ser o oitavo elenco. Em 2012 o elenco era avaliado em 17 milhões de reais e neste ano de 2013 é avaliado em R$ 26,5 milhões.

Entre os times de Santa Catarina, a dupla da capital política diminuiu seus investimentos em comparação com o ano passado. O time de azul tem um elenco 5% menos valioso e o time de preto e branco diminuiu 35% o valor de elenco. Ainda assim, estão na frente do Jec em relação à todos os clubes da segundona, 4º e 5º lugares respectivamente.
A Chapecoense elevou o valor de seu elenco em 22% e é o 12º elenco mais valioso do certame. O time do Índio Condá vem crescendo ano após ano.

Após esta análise, será interessante analisar ao final do campeonato o índice de quantos reais (R$) por ponto ganho foram gastos, evidenciando quem tem melhor qualidade de investimento.

Clique no título desta postagem e deixe seu comentário no final.

E-mail do blogueiro: andrebudal@gmail.com
 



17 de nov de 2012

ANÁLISE DO BALANÇO FINANCEIRO 2011 DO JEC

Fiz uma análise detalhada do balanço patrimonial do Jec 2011 e aproveitei para comparar com o balanço 2010.
Utilizei o padrão da Pluri Consultoria, a qual analisou balanços dos maiores clubes do Brasil, a fim de possibilitar comparações.
A transparência é, no máximo, translúcida no Joinville Esporte Clube.
Só pude comparar os anos de 2011, 2010 e 2009 por que eu tinha guardado o balanço 2010 no meu computador.
Ainda que divulgado, o balanço é ruim. Não consta o parecer da auditoria independente e nem sequer as notas explicativas. Sem contar que existem erros que dificultam o entendimento.
Todo balanço deve ser divulgado em até 4 meses da data final do exercício, que normalmente ocorre em 31 de dezembro. Dessa maneira, deve-se divulgar até 30 de abril. Porém, o Jec apenas divulgou no site em maio de 2012.
O certo seria o Jec dispor em seu site os balanços dos anos anteriores, balanços trimestrais e até orçamento do ano seguinte. Os grandes e organizados clubes assim o fazem. Mas tudo isso para quê?
O balanço patrimonial de uma empresa serve para "medir" a quantidade de bens acumulada por ela. Ele é fundamental para mostrar como se encontra a saúde financeira da mesma.
Mas o principal motivo do balanço é dar transparência para que haja credibilidade entre os atuais investidores (os sócios e patrocinadores no caso do Jec) e para atrair novos através de ganho de confiança.

O Joinville é sustentado por seus sócios e logo depois pelos patrocinadores. É importante avançar na questão de transparência e divulgar dados mais refinados e qualitativos.


Acesse a análise do balanço clicando aqui.

Clique aqui para acessar o balanço 2010 do Jec.

Clique aqui para acessar o balanço 2011 do Jec.

Caso não consiga acessar algum arquivo, contate-me.

Clique no título desta postagem e deixe seu comentário no final.

E-mail do blogueiro: andrebudal@gmail.com

.